Home  >>  Publicações  >>  Teses  >>  As Organizações Sociais e as Ações Governamentais em Cultura: Ação e Política Pública no caso do Estado de São Paulo

Teses

As Organizações Sociais e as Ações Governamentais em Cultura: Ação e Política Pública no caso do Estado de São Paulo

On fevereiro 12, 2016, Posted by , In Teses, With No Comments

Organizações Sociais colaboram para operacionalizar políticas públicas voltadas para o tema da cultura?

Propõe-se nesta tese que as políticas públicas para a cultura envolvem ao menos três especificidades. Elas podem ser consideradas, em primeiro lugar, metapolíticas públicas, porque seus próprios processos, e não apenas seus efeitos, são considerados produção cultural; além disso, elas articulam consensos mínimos e soltos quanto ao papel que os governos devem cumprir neste tema, resultando em imprecisão quanto aos seus objetivos, ao mesmo tempo em que há pouco conhecimento disponível sobre o funcionamento e a construção cotidiana deste arranjo em particular.
Esta tese sustenta que a noção de ação pública em arenas híbridas oferece grande contribuição para compreender e explicar a operacionalização de políticas públicas em contextos de alta complexidade, como no caso deste arranjo das Organizações Sociais para o tema da cultura. Através dela, torna-se possível reconhecer e conectar as diferentes pessoas, ideias e estruturas envolvidas no cotidiano de seu funcionamento, assim como as várias linguagens de ação pública presentes – sendo a das políticas públicas uma delas – e as incertezas que permeiam as controvérsias sociotécnicas presentes na arena, tornam-na híbrida. Neste contexto, a ampliação do diálogo aparece como alternativa para a construção e aprendizagem de novos caminhos para a prática das ações governamentais em cultura.

Cliquei e leia mais.