Home  >>  Publicações  >>  Artigos  >>  Território Vulnerável e Desenvolvimento Humano: Uma Análise à Luz da Política Pública de Assistência Social

Artigos

Território Vulnerável e Desenvolvimento Humano: Uma Análise à Luz da Política Pública de Assistência Social

O enfrentamento da desigualdade e da pobreza tem sido objeto tanto das políticas públicas quanto dos modelos de desenvolvimento que lhes dão suporte. No Brasil contemporâneo, a descentralização da Assistência Social, política prioritária na mitigação da pobreza e da desigualdade, tem considerado o território como dimensão estratégica ao êxito da política por meio do aprimoramento da gestão e da oferta de serviços públicos. O objetivo deste artigo é refletir acerca das circunstâncias que envolvem os indivíduos, os espaços vividos e as perspectivas do desenvolvimento humano, de modo a compreender a complexidade do território ante os contextos da política de Assistência Social. Para dar conta desse objetivo, discorremos sobre a vulnerabilidade socioeconômica, cível e territorial, buscando delimitar as principais características do território vulnerável e, desse modo, contribuir para o aprofundamento das investigações acerca da territorialização da política pública de Assistência Social e Desenvolvimento Humano. As conclusões demonstram que os territórios considerados vulneráveis requerem formas mais adequadas para a introdução, gestão, monitoramento, avaliação e informação no âmbito da política de Assistência Social, de forma a superar a perspectiva tradicional de focalizar o indivíduo e a condição de pobreza.

Clique aqui e leia na íntegra.