Home  >>  Pauta do dia  >>  Encontro promovido pela ONU tem o Brasil como parte dos diálogos

Pauta do dia

Encontro promovido pela ONU tem o Brasil como parte dos diálogos

Nesta semana ocorre o chamado “Global Dialogue on Technology for Resilient Cities”, um encontro da ONU realizado no Japão com o intuito de debater como as novas tecnologias contribuem para a melhora do espaço urbano dirimindo impactos ambientais e mudanças climáticas. Apesar dos problemas que o Brasil enfrenta, boas iniciativas…

Nesta semana ocorre o chamado “Global Dialogue on Technology for Resilient Cities”, um encontro da ONU realizado no Japão com o intuito de debater como as novas tecnologias contribuem para a melhora do espaço urbano dirimindo impactos ambientais e mudanças climáticas.

Apesar dos problemas que o Brasil enfrenta, boas iniciativas ocorrem e, por óbvio, não devem ser ofuscadas pelo difícil noticiário diário. Assim, o GPE apresenta a iniciativa que a brasileira Gabriela Otero apresentará a líderes mundiais neste encontro.

O que é o Projeto que o Brasil faz parte?

Brasil e Dinamarca são hoje parceiros na busca por um desenvolvimento sustentável, na área de gestão de resíduos sólidos, transformando lixo proveniente das Feiras Livres de São Paulo em adubo orgânico. O Programa “Feiras e Jardins Sustentáveis”, é coordenado por Gabriela Otero através da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) e apresenta o Programa no Japão. O “Feiras e Jardins Sustentáveis” tem foco no bairro da Lapa, em São Paulo, promovendo a compostagem dos resíduos sólidos orgânicos provenientes das feiras livres municipais e dos serviços de poda da cidade.

A iniciativa é interessante e passível de replicação em outros municípios brasileiros e até mesmo por outros países. A título de exemplificação, São Paulo tem 900 feiras livres semanais, que geram cerca de 360 toneladas de resíduos orgânicos (frutas, verduras e legumes), além dos resíduos provenientes das podas das árvores. A Inova, empresa do Grupo Solví que presta serviço de limpeza pública em São Paulo, fez uma parceria com a Prefeitura de São Paulo para implantar o programa. Todo o trabalho teve o acompanhamento técnico da Abrelpe, que montou um relatório sobre o programa, que está na agenda do “Global Dialogue on Technology for Resilient Cities”.

O que é o “Global Dialogue on Technology for Resilient Cities”?

O Encontro possui foco nas mudanças climáticas e outros impactos ambientais, como desastres naturais e ações geradas pelo homem que impactam as cidades e o meio ambiente. O setor de gerenciamento de resíduos possuem lugar de prestígio nas discussões que serão promovidas pelo “Global Dialogue on Technology for Resilient Cities”.
Ressalta-se que outras tecnologias e abordagens fazem parte do escopo do Evento. O Diálogo abordará vários aspectos da tecnologia para cidades incluindo: mecanismos de adaptação e mitigação das mudanças climáticas globais e regionais; Estratégias de gestão de resíduos nacionais e municipais; Tecnologias de financiamento Educação, conscientização e capacitação; Aspectos sociais da resiliência urbana e Gestão de resíduos perigosos envolvimento do setor privado.