Home  >>  Boas Práticas  >>  A política de parlamento aberto: uma análise crítica da câmara federal brasileira

Boas Práticas

A política de parlamento aberto: uma análise crítica da câmara federal brasileira

Neste artigo, nos debruçaremos na análise da implementação da política de parlamento aberto em curso na Câmara dos Deputados, de acordo com as diretrizes do programa internacional Open Government Partnership-OGP, em especial tendo em vista o plano de ação do Opening Parliament Workgroup, um dos subgrupos da OGP.

Entendendo o Parlamento Aberto como parte do contexto de participação política, analisamos especificamente o caso do Laboratório Hacker da Câmara dos Deputados, órgão que combina transparência 2.0 e participação social, por meio do Portal e-Democracia, o canal para participação no processo legislativo, considerando seus impasses e resultados obtidos até o momento. A análise considera os canais avaliados como parte do perfil transformador do parlamento brasileiro, segundo a classificação de Polsby, com características próprias.

Clique aqui e leia na íntegra.