Home  >>  Boas Práticas  >>  Congonhas é citada como exemplo por UNESCO e IPHAN

Boas Práticas

Congonhas é citada como exemplo por UNESCO e IPHAN

O que é a Boa Prática?

Congonhas ganhou destaque no 3º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial realizado em abril deste ano, em Brasília. Para a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, o exemplo de Congonhas na restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, pelo PAC das Cidades Históricas, merece ser seguido por outras cidades do país. “Congonhas fez o seguinte, o prefeito Zelinho foi esperto e contratou todos os projetos e os passou ao Iphan. Depois cobrou os recursos. Ele escolheu uma equipe nota dez de planejamento e de execução das obras. O prefeito fez o dever de casa direitinho”, disse.

O PAC Cidades Histórias já entregou a Congonhas, em parceria com a Prefeitura, as obras da Alameda das Palmeiras, da Igreja de N. Sra. do Rosário e mantém em execução a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e o Parque Natural da Romaria. Há ainda outras cinco ações selecionadas pelo Iphan, por meio deste programa, para a cidade.

Já a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) escolheu o encontro para lançar nacionalmente o livro sobre o “Museu de Congonhas – UNESCO”. O Museu de Congonhas é o primeiro e único museu de sítio do Brasil. Sua principal temática é um Patrimônio Mundial a céu aberto — o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. O museu oferece informações relevantes e em formatos modernos para que o público interprete o que vê no Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.

O objetivo do livro é promover a reflexão sobre como programas e equipamentos de interpretação dos sítios do Patrimônio Mundial agregam valor tanto aos próprios sítios quanto às estratégias de desenvolvimento local e regional.

A publicação descreve todo o processo de implantação do museu, desde sua concepção até sua criação. Ela também mostra a importância da cooperação entre os diversos atores envolvidos na manutenção de um sítio do Patrimônio Mundial — neste caso, Ministério da Cultura, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e Prefeitura de Congonhas (MG).

Onde ocorreu?

A boa prática ocorreu em Congonhas, cidade localizada em Minas Gerais

Por que?

Segundo a coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, Patrícia Reis, a cultura pode ser uma importante aliada para o desenvolvimento sustentável local. Isso porque, o turismo promove mais entendimento entre os povos de todos os lugares, o que leva a uma maior conscientização sobre o rico patrimônio de várias civilizações e a uma melhor apreciação dos valores inerentes às diferentes culturas, contribuindo dessa forma para fortalecer a paz no mundo.

A importância do Turismo para a promoção da paz e do desenvolvimento sustentável tem sido reconhecida há muito tempo pelos vários programas culturais e científicos da UNESCO, sobretudo, pelo Programa do Patrimônio Mundial.