Home  >>  Boas Práticas  >>  Com ações conjuntas, Programa Família Paranaense transforma vida de famílias em situação de vulnerabilidade social

Boas Práticas

Com ações conjuntas, Programa Família Paranaense transforma vida de famílias em situação de vulnerabilidade social

On setembro 28, 2017, Posted by , In Boas Práticas,Social, With No Comments

O Programa Família Paranaense destina-se à proteção e promoção das famílias que se encontram em situação de alta vulnerabilidade social no Estado do Paraná, integrando ações das áreas de assistência social, habitação, agricultura e abastecimento, trabalho, saúde, educação, esporte e lazer, segurança alimentar e nutricional, entre outras.

A SEDS, por meio da UTPFP, coordena a execução do Programa, que se estabelece com a parceria entre Governo do Estado e Municípios e por meio da articulação integrada de órgãos e instituições, em regime de cooperação mútua.
Público-Alvo: famílias em situação de alta vulnerabilidade social, segundo Índice de Vulnerabilidades das Famílias – IVF/PR (Percentil75)

Para definir as famílias em situação de alta vulnerabilidade social utiliza-se a base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico. Nela é aplicado o Índice de Vulnerabilidade das Famílias do Paraná – IVF-PR, para medir a vulnerabilidade e elencar hierarquicamente as famílias, priorizando-as. 

Objetivos:

Promover a melhoria das condições de vida e o protagonismo das famílias em situação de vulnerabilidade social, por meio da oferta de um conjunto de ações, serviços e benefícios planejados de acordo com a realidade de cada família e do território onde ela reside;
promover a integração entre as políticas públicas;
estabelecer diretrizes, orientar e assessorar os municípios para o acompanhamento familiar intersetorial;
viabilizar cofinanciamento de ações, serviços e benefícios;
fomentar a integração das políticas sociais de âmbito municipal, com vistas a promover, aprimorar e desenvolver ações e serviços intersetoriais voltados às famílias beneficiárias;
promover a Busca Ativa, o Cadastramento e o Acompanhamento das Famílias em situação de vulnerabilidade social;
contribuir para a autonomia das famílias, por meio da transferência de renda e da execução de projetos complementares, da qualificação profissional e do acompanhamento familiar intersetorial;
promover estudos, pesquisas e indicadores sobre as condições de vida das famílias e sobre a gestão dos serviços no Estado e nos municípios.

Premissas Gerais do Programa:

trabalho em rede;
articulação realizada pela Política de Assistência Social nos vários níveis: estadual, regional, municipal e local;
formalização da adesão pelo município;
utilização do Cadastro Único;
identificação das famílias prioritárias;
utilização dos instrumentos padronizados: termo de adesão do município, termo de compromisso, sistema informatizado, índice de vulnerabilidade e plano de ação da família;
acompanhamento intersetorial das famílias: integração com as ações já existentes.